Post Aleatorio
Dicas

Faça um vasinho com 7 ervas para energizar o ambiente

O vaso com sete ervas é uma simpatia para muitas pessoas que querem trazer energias positivas para suas casas e lares. Porém, é preciso saber como plantar essas pequenas ervas para obter os melhores resultados e saber como cuidar para que elas possam espantar as energias negativas por muito mais tempo.

Para fazer o vasinho você vai precisar de: – jardineira com buracos no fundo – argila expandida – manta de Bidim – substrato – luvas – pá – mudas de guiné, comigo-ninguém-pode, alecrim, manjericão, pimenteira, espada-de-São-Jorge e arruda.

Foto: Fernando Genaro/Fotoarena

Foto: Fernando Genaro/Fotoarena

Foto: Fernando Genaro/Fotoarena

Foto: Fernando Genaro/Fotoarena

Foto: Fernando Genaro/Fotoarena

Foto: Fernando Genaro/Fotoarena

Descubra agora as propriedades mágicas e curativas de cada erva:

Alecrim

Espada de São Jorge

Manjericão

A espada simboliza a proteção e a força de São Jorge. O manjericão traz alegria e amor. E o alecrim nos aproxima do divino. As três juntas harmonizam o ambiente.

Arruda

Comigo-ninguém-pode

Guiné

Pimenta

Já essas quatro limpam as energias negativas do ambiente. É muito comum que a arruda e a pimenta sequem e morram quando colocadas em ambientes com muita energia negativa, pois elas atraem para si essas energias. A comigo-ninguém-pode consegue desmanchar magias e feitiços. Já a guiné transmuta as energias negativas em paz.

 

ALECRIM – Rosmarinus officinalis

Poderes: Essa deliciosa erva ajuda a elevar a vibração das pessoas e ambientes. É considerada também um poderoso estimulante natural, favorecendo as atividades mentais e de concentração para o estudo e trabalho. Favorece e fortifica o ânimo e a vitalidade das pessoas.

Usos: O cheiro do alecrim mantém a pessoa alegre e refresca o ar.

O chá de alecrim é usado para ajudar a recuperar o ânimo, a vitalidade e a manter e mente alerta, além de ajudar a combater a depressão.

Um banho feito com uma infusão de alecrim é estimulante, revigorante e ainda traz proteção e purificação.

Dizem que para afastar maus sonhos e pensamentos é bom colocar um raminho de alecrim debaixo do travesseiro.

Cultivo: Originário da Europa, este arbusto perene e resistente pode atingir até 2m de altura e pode ser facilmente encontrado em solos pedregosos. Suas folhas são lineares, estreitas e opostas, de coloração verde na parte superior e esbranquiçada na inferior com pelos finos. Suas flores são azul-violeta e agrupadas em inflorescências axilares do tipo cacho e aparecem na primavera e no verão. Precisa de bastante sol ou muita luminosidade. Não gosta de clima muito frio nem de ventos fortes.

 

ARRUDA – Ruta graveolen L.

Poderes: A arruda é um dos maiores termômetros do ambiente, pois quando plantada indica a qualidade da energia do local pela sua vitalidade. Ela não vai bem na presença de pessoas não realizadas ou frustradas. É umas das ervas mais poderosas para combater inveja e olho-gordo.

Na Antiguidade era costume usar ramos de arruda para aspergir água benta sobre as pessoas nas missas solenes. Era também usada para proteger contra bruxarias, purificar, prevenir contra doenças contagiosas e para propiciar o dom da premonição.

Nas essências florais a arruda facilita o aflorar do poder da vontade, para se construir uma vida harmoniosa, próspera e pacífica, exercendo a cada momento o livre arbítrio ao mesmo tempo em que protege o espaço físico, psíquico e espiritual do indivíduo.

ATENÇÃO: a arruda não é indicada para uso interno. É uma PLANTA ALTAMENTE TÓXICA tanto para as pessoas como para os animais. Muitas pessoas são sensíveis ao óleo contido em suas folhas e desenvolvem dermatites que variam entre pequenas bolhas e erupções muito dolorosas. Para prevenir, use luvas e mangas compridas para manusear a planta. Diz-se que a arruda pode interferir no crescimento de muitas plantas, particularmente dos vegetais da família das couves, da sálvia e do manjericão. Plante a arruda a pelo menos 3 metros de distância de qualquer uma dessas plantas.

Cultivo: A arruda é um subarbusto perene e resistente que forma touceira e pode atingir até 1,5m de altura. Possui folhas carnosas de coloração verde-azulada ou acinzentada, com flores miúdas de cor amarelo-esverdeadas que florescem no verão no topo da planta. É uma planta que gosta de muito sol e é suscetível à podridão das raízes em solos com fraca drenagem ou quando é regada em excesso.

 

COMIGO-NINGUÉM-PODE – Dieffenbachia amoena (ou difenbáquia)

Poderes: Seu nome poderoso já revela seu poder! Ela afasta todas as energias negativas dos ambientes. Junto com espada de São Jorge quebra feitiços, magia e mau-olhado. Tudo isso sem perder o rebolado! É linda e enfeita qualquer ambiente! Com o tempo deverá ser transplantada para um vaso separado e maior, pois ela pode atingir até 1,2m de altura.

 

Cultivo: Originária da Colômbia e Costa Rica, essa planta herbácea perene, possui caule espesso, suculento e folhagem muito ornamental, com desenhos variados. Produz flores parecidas com as do copo-de-leite no verão. A comigo-ninguém-pode é cultivada em vasos, em conjuntos isolados ou em jardineiras a sombra ou meia sombra, protegida do vento, com terra enriquecida de húmus e bem suprida de água.

ATENÇÃO: PLANTA MUITO TÓXICA! As crianças são atraídas pela exuberância das folhas e levam partes destas à boca. A mastigação, mesmo que de pequenos pedaços, causa uma intensa irritação das mucosas da boca, faringe e laringe. Os sintomas iniciam-se com salivação abundante, dores na boca, na língua e nos lábios. Nos casos mais graves, aparecem efeitos gastrointestinais, como náuseas e vômitos. O tratamento no caso de ingestão é apenas sintomático.

No caso de contato com os olhos, há necessidade de maiores cuidados, pois pode haver lesão na córnea, acompanhada de dor e fotofobia.

TOMAR CUIDADO COM CRIANÇAS E ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO.

 

ESPADA DE SÃO JORGE – Sansevieria trifasciata var. laurentii

Poderes: O formato das suas folhas lembra a espada do famoso santo cristão, São Jorge, que enfrentava o mal e matou o dragão com sua arma poderosa. Dizem que a espada de São Jorge tem a capacidade de proteger, purificar e “cortar” com sua lâmina a inveja e o mau olhado, trazendo prosperidade.

Sua essência floral propicia uma proteção psíquica através do claro discernimento entre o bem e o mal, alinhando a mente com o Eu Espiritual, purificando-a de formas pensamentos negativas e miasmas que tendem a nublar o discernimento, permitindo assim a superação de estados negativos e confusões mentais.

Cultivo: Essa herbácea rizomatosa, perene e acaule, é originária da África e atinge de 70 a 90cm de altura. Suas folhas são espessas e podem ter margens creme-amareladas, podem ser curtas, ou apresentar manchas verde-claras transversais, ou então serem acinzentadas com manchas amarelas nas margens.

Suas inflorescências são longas, espigadas, e de importância ornamental secundária. Pode ser cultivada em vasos ou em grupos, formando bordaduras ou mesmo para compor maciços, que podem ser mantidos a pleno sol ou à meia sombra. Fica linda sozinha num vaso ou jardineira e é muito usada na frente da casa para proteger.

Sabia que ela foi introduzida no Brasil pelo mestre Burle Marx?

 

GUINÉ – Petiveria alliacea L.

Poderes: É conhecida por fazer uma forte limpeza energética no ambiente, bloqueando as energias negativas e evocando vibrações positivas e uma força renovadora importante nos processos de transformação. Fisicamente aumenta a resistência do corpo. Atrai sorte e felicidade. Cria uma energia de bem-estar nos ambientes.

A essência floral da guiné através da reforma interior, facilita a transmutação do padrão de desequilíbrio na troca energética com o outro, ajuda a fechar o corpo e a se libertar das energias obsessoras que vibram nas frequências de abusos, violência, vampirização, dos masoquismo e sadismo, e ainda purifica a aura eliminado as toxinas energéticas e maus fluídos.

Cultivo: A guiné é uma herbácea própria de lugares úmidos, nativa da Amazônia, que atinge de 1 a 4m de altura. Possui folhas pontiagudas dispostas em ramos de modo alternado, flores pequenas de cor branca reunidas em forma de espiga. Possui forte cheiro de alho nas folhas e raízes. Gosta de pleno sol, solo rico em húmus e mantido úmido.

ATENÇÃO: PLANTA EXTREMAMENTE TÓXICA! Em algumas regiões ela possui o hábito persistente, podendo ser de difícil erradicação, tornando invasora.

 

 

MANJERICÃO – Oncium basilicum L.

Poderes: Erva muito saborosa, que tem a propriedade de acalmar a mente e trazer paz de espírito a todos. Ao acalmar as tensões, afastamos os pensamentos negativos e a negatividade.

Usos: Seu chá funciona como um sedativo leve, anti-reumático, combate dores de cabeça e gastrite, ajuda a eliminar os gases do estômago e dos intestinos, aumenta a lactação.

Cultivo: O manjericão é uma planta herbácea, perene e originária da Ásia. Pode atingir até 50cm de altura. Sua folhas são inteiras e de formato ovalado. Suas flores são hermafroditas, de colocação lilás e agrupadas em inflorescências tipo espigas. Suas sementes também são saborosas e possuem uma coloração preto-azulada. Gosta de sol pleno, solo bem drenado e rico em matéria orgânica. Não gosta de clima muito frio. Pode ser propagado por estacas ou sementes.

 

 

PIMENTA – Capsicum spp. 

Poderes: Forte e poderosaa pimenta combate as energias pesadas e ariscas. É uma planta de vibração estimulante, afrodisíaca, tonificante e que atrai boas energias para o amor.

Cultivo: A pimenta é uma planta perene nos trópicos, gosta de sol pleno, solo bem drenado e rico em matéria orgânica.

As pimentas variam de tamanho, podem ser pequenas como ervilhas ou grandes como maçãs. As mais jovens são verdes, depois quando amadurecem podem ficar amarelas, cor de laranja ou vermelhas. Quando for colher a pimenta, corte o ramo com uma tesoura.

Pode ser multiplicada por estacas ou sementes.

 

Aproveita e compartilha com amigos e familiares nesse botão abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *