Post Aleatorio
Receitas

A receita de broa italiana mais mineira do mundo

Há algumas semanas eu venho perseguindo a receita perfeita de broa italiana, que é tipo um bolo mesmo, à base de fubá, queijo minas e coco. Não sei por que alguns lugares chamam ela de italiana, a minha família chama de Broa de Fubá mesmo. Enfim, aqui em BH, eu gosto muito da broa italiana do Verdemar, do Dona Lucinha e do Boca de Pito (shopping 5a avenida). Só que eu não posso morrer sem ter a minha própria versão, né?

Logo adianto que a ideia da minha versão é ficar bem cozida, mas ao mesmo tempo muito molhadinha – com a dica da minha amiga Clara Senra, descobri o que faltava aqui, que era o leite de coco – e com a textura do coco aparecendo. Vai muito bem com um cafezinho coado na hora!

4 ovos
200g de queijo canastra ralado fino
100g de coco ralado adoçado
200g de margarina
200g de açúcar refinado
100ml de leite integral
100ml de leite de coco
3 colheres sopa de farinha de trigo
200g de fubá de milho
1 colher de café cheia de fermento em pó

Rende uma travessa de 20x30cm

Note que eu digo para quantas pessoas dá. Uma travessa é uma travessa, aqui em casa só dá pra mim e pra minha esposa, no máximo durante 2 dias.

Bom, ligue o forno a 180º e deixe-o aquecendo enquanto prepara a broa. Unte o tabuleiro 20x30cm com margarina, e depois polvilhe com farinha de trigo. Newbies, isso é pra broa não grudar.

Rale o queijo, misture-o ao coco ralado e ao fubá e reserve em uma tigela bem grande.

No liquidificador, coloque os 4 ovos inteiros, a margarina, o leite, farinha de trigo e o açúcar. Bata por 3 minutos, e depois adicione essa mistura à tigela. Misture bem, até ficar uma pasta linda e diga-se de passagem muito promissora. Acrescente o fermento, e misture mais um pouco.

Aí sim, despeje essa mistura na sua forma lindamente untada e polvilhada, e leve ao forno a 180º por 30 minutos.

É bem provável que, com o cozimento, as bordas da broa comecem a se soltar da forma. Isso é um dos indícios que está pronta. A outra é quando você enfia o garfo nela, até lá no fundo, e o garfo sai sequinho. O problema disso é que fica a marca de garfo na broa. Se você for fresco que nem eu, melhor ir sacando pela cor dela mesmo e só espetar um palito de dente bem no cantinho, discreto, que não machuca ninguém. Enfim, não erre como eu errei na primeira vez:

Você pode dobrar a receita, caso queira fazer num tabuleiro grande, mas aí o tempo no forno deve aumentar uns 10-15 minutos.

Há quem goste de polvilhar açúcar por cima, canela, desenformar, cortar em quadradinhoss etc. Eu gosto mesmo é de esperar esfriar e comer o mais rápido possível.

fonte-
Eu JA comi

Aproveita e compartilha com amigos e familiares nesse botão abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *